Como Fazer Um Traçado Ou Linha De Corrida Perfeito

Como Fazer Um Traçado Ou Linha De Corrida Perfeito é uma teoria de pilotagem fundamental que precisamos dominar antes de podermos ser rápidos em um circuito. Do ponto de frenagem, passando pela entrada de curva, ápice (ponto de recorte) e saída, a linha ou traçado de corrida é fundamental para o tempo de volta.

Os tutoriais abrangem os aspectos básicos de pilotagem em circuito. Mesmo se você for um piloto experiente, recomendamos a leitura pois é importante entender os princípios por trás de sua pilotagem.

Este tutorial abordará algumas dicas da linha ou traçado de corrida, incluindo:

  • O que é o traçado de corrida?
  • O que é o ápice de uma curva?
  • O ponto de frenagem, entrada de curva e as fases de saída de uma curva
  • A linha geométrica
  • A linha de corrida ideal e mais rápida
  • Linhas de corrida para hairpins, curvas de velocidade média e rápidas

O que é a Linha ou Traçado de Corrida?

A Linha ou Traçado de Corrida é a linha mais rápida ou arco através de uma curva em um circuito de corrida. A traçado da linha de corrida depende do tipo da curva, do tamanho da reta seguinte e do tipo de carro que está sendo pilotado.

O objetivo é sempre entrar com a maior velocidade possível na zona de frenagem, através da curva e pela próxima reta.

Existem alguns termos sobre os quais você ouve os pilotos falarem ao descrever uma linha de corrida. É simples, mas é importante que você conheça os termos-chave. As quatro seções principais de um traçado de corrida são; o ponto de frenagem, o ponto de entrada da curva, o ápice da curva e o ponto de saída.

Aqui está um resumo de como fazer a linha ou traçado de corrida:

  1. Frear o máximo possível no ponto de frenagem
  2. Mova sua visão para o ápice da curva
  3. Virar o carro no ponto de entrada da curva
  4. Faça o ápice na linha ideal de corrida
  5. Comece a acelerar
  6. Deixar o carro abrir até o ponto de saída da curva

PONTO DE FRENAGEM

O ponto de frenagem é a posição em que você começa a frear antes de uma curva. Entender o termo é simples, no entanto, escolher o ponto de frenagem mais tarde possível e continuar desacelerando com 100% da aderência disponível, não é tão simples! Vamos cobrir a frenagem em detalhes em um tutorial posterior. Por enquanto, saiba que a maior parte da sua frenagem deve ser em linha reta e a liberação final da pressão no pedal de freio tem que ser com uma, digamos, “super-suavidade”.

PONTO DE ENTRADA DA CURVA

O próximo passo no entendimento da linha de corrida é o ponto de entrada de curva. O que é importante aqui é que você já esteja olhando para o ápice, para saber quando e quanto virar a direção na curva. Novamente, abordaremos isso com mais detalhes em um tutorial posterior.

Não fazer a entrada de curva perfeita e seu tempo de volta vai sofrer. Chegue tarde demais e você não conseguirá percorrer com boa velocidade pela curva. Cedo demais e sua velocidade de saída será prejudicada.

ÁPICE DA CURVA

Você ouvirá os pilotos falando sobre terem feito o ápice perfeito ou sobre quando eles acabaram de erra-lo. O ápice é o ponto em que você está na parte de dentro da curva, também pode ser chamado de ponto de recorte.

A maioria dos circuitos terá uma zebra no ápice para impedir que os pilotos gananciosos (a maioria de nós) corram para a grama. A zebra é geralmente uma excelente indicação visual de onde está o ápice quando você está entrando com o carro em uma curva.

Depois de ter contornado o ápice (se a sua linha de corrida estiver correta), será hora de começar a acelerar novamente. Vamos abordar isso mais detalhadamente mais tarde, mas as curvas mais rápidas tendem a ter ápices mais cedo na curva, e as curvas mais lentas e hairpins geralmente têm um ápice tardio.

PONTO DE SAÍDA DE CURVA

O ponto de saída de curva é o ponto em que seu carro mais uma vez alcança a parte externa da pista. Depois de ultrapassar o ápice, você deve começar a acelerar e a abrir o ângulo de direção de acordo. Faça isso corretamente e termine no ponto de saída ideal.

Agora que temos os principais termos em nosso currículo, vamos dar uma olhada na melhor linha ou traçado de corrida teórica, conhecida como linha geométrica.

A linha ou traçado de corrida geométrica

A linha ou traçado de corrida geométrica é o arco mais superficial possível através de uma curva. Ela usa cada centímetro do circuito, ápices no centro da curva e se você estivesse pilotando, você poderia manter uma velocidade constante desde a entrada até o ponto de saída.

Dê uma olhada no diagrama abaixo: a linha verde é o arco mais superficial e geometricamente perfeito.

Embora a linha geométrica não seja a mais rápida na maioria das curva, explicar a teoria serve para entender algo muito simples sobre curvas: quanto mais fechada for a curva, mais esterço de direção você precisa e menor velocidade será possível alcançar.

Como mencionado, muito simples, mas é importante enfatizar isso. Se você diminuir o raio de uma curva, diminua sua velocidade através dela.

A maioria dos pilotos que são novos em pilotar em circuito não usam toda a largura da pista. Ao fazer isso, eles estão tornando as curvas mais apertadas e, portanto, impossível de alcançar a velocidade máxima através dela. Uma vez que eles percebem que podem usar mais a pista, eles vão mais rápido e isso é uma vitória simples.

A linha geométrica é a linha de corrida mais rápida em uma curva, se estiver completamente isolada, sem nada antes ou depois dela. Felizmente, os circuitos de corrida são um pouco mais interessantes do que isso e terão uma curva ou uma reta após a curva anterior.

Isso significa que a linha de corrida ideal é alterada para se concentrar um pouco mais na velocidade de saída da curva. Tenha velocidade extra na saída e você terá a possibilidade de usar na reta seguinte toda velocidade do carro, acumulando uma boa redução de tempo na volta.

A linha ou traçado de corrida ideal

A linha ou traçado de corrida ideal será a entrada de curva e o ápice da curva um pouco depois da linha geométrica e permitirá uma linha mais reta e veloz do ápice para a saída da curva. Quanto mais reta a linha de corrida estiver aqui, mais você pode acelerar e mais rápido estará na reta seguinte.

Com a linha geométrica, você pode ganhar alguns quilômetros por hora na entrada, por exemplo, 100 m. A linha de corrida ideal perderá um pouco na entrada, mas você ganhará alguns quilômetros por hora, digamos 500 metros, na próxima sequência, resultando em um melhor tempo de volta.

Como você pode ver no diagrama acima (linha geométrica verde e linha ideal vermelha), a linha ideal entra na curva um pouco depois, você esterça mais para entrar no ápice e, em seguida, abre a saída, criando uma linha mais reta após o ápice.

Isso cria inúmeras vantagens:

  • como o ponto de entrada é um pouco mais tarde, você pode frear um pouco mais tarde, economizando tempo de volta
  • a quantidade de tempo que você gasta virando o carro na curva é reduzida. Um carro é mais rápido em uma linha reta, então você quer otimizar isso
  • porque o carro é virado mais rápido na curva, a saída abre, e você pode pisar no acelerador mais cedo

O único aspecto negativo, comparado à seguir a linha geométrica, é que a curva irá se tornar mais fechada, o que significa que o raio da linha é menor e, portanto, nossa velocidade será um pouco mais lenta. Essa leve perda de tempo é facilmente superada pelos aspectos positivos mencionados acima.

Para ser totalmente claro, dê uma olhada no gráfico acima. Isso mostra a velocidade vs distância de um carro, tomando cada linha de corrida pela curva acima, mais uma vez a linha verde é a geométrica e a vermelho é a ideal.

Quando os carros estão freando, você pode ver ambas as linhas diminuindo em velocidade, no entanto, a linha vermelha está um pouco mais rápida, pois foi capaz de frear mais tarde devido a entrar na curva mais tarde: ganho de tempo para a linha vermelha (ideal).

Então, quando começamos a virar para a curva, você pode ver que a linha verde carrega mais velocidade na curva, pois tem um raio mais aberto nessa fase de entrada. A linha vermelha está abaixo, tem uma velocidade menor que a verde e tem um formato de ‘v’, ganho de tempo para a linha verde (geométrica).

À medida que alcançamos os dois ápices, a linha ideal começa a acelerar significativamente mais rápido do que a linha geométrica, pois abre na saída da curva e pode acelerar mais cedo. O ganho de tempo aqui depende de quão longa é a reta a seguir, quanto maior a reta, maior o ganho de tempo.

Como você pode ver, a linha de corrida ideal se concentra na velocidade de saída. Fica claro que essa é uma área em que a maioria dos pilotos, iniciantes e experientes, podem melhorar.

A maioria dos pilotos são impacientes e tentarão ganhar muito tempo na entrada de curva, destruindo assim sua velocidade de saída. O truque aqui é ser paciente, virar o carro e apontar para a curva, e entrar no acelerador o mais rápido possível.

Diferença nas Linhas ou Traçados de Corrida (curvas lentas e rápidas)

Todas as curvas são diferentes. Elas podem ter lombadas, inclinações, zebras altas e uma grande variedade de diferenciais. No entanto, em geral, quanto mais rápida a curva, mais próxima a linha de corrida ideal será da linha geométrica.

A razão fundamental para isto é que quanto mais rápido for a curva, menos você será capaz de acelerar na reta seguinte. Por exemplo, pegue um carro que tenha uma velocidade máxima de 240 Km/h. Ao sair de um hairpin de 60 km/h para a próxima reta, o carro pode acelerar mais 180 km/h, então você vai querer acelerar o mais rápido possível na curva.

Ao sair de uma curva que tem uma velocidade mínima de 160 km/h, o mesmo carro pode acelerar por mais apenas 80 km/h, então abrir na saída de curva cria menos ganho de tempo do que em uma curva lenta.

Como você pode ver comparando as duas curvas e as linhas de corrida correspondentes (novamente verde geométrico, vermelho ideal), as linhas são significativamente diferentes no hairpin onde precisamos nos concentrar na velocidade de saída e menos diferente na curva rápida, onde nós tentamos manter o momentum.

Fonte: driver61