Hypermiling é o ato de dirigir um veículo com técnicas que minimizam o consumo de combustível. Aqueles que usam essas técnicas são chamados “hypermilers”.

Popularidade crescente

O hypermiling pode ser praticado em qualquer veículo, independentemente do modelo ou consumo de combustível. Ganhou popularidade devido ao aumento dos preços da gasolina nos anos 2000.

Entre as técnicas, andar com os vidros fechados e com o ar-condicionado desligado (desde que você não morra de calor) pode ser uma forma de gastar menos combustível.

Ou até mesmo andar com os vidros fechados e o ar ligado, sobretudo na cidade. Ao contrário do que muitos imaginam, essa forma é mais eficiente do que o inverso (vidros abertos e ar desligado), visto que as janelas abertas aumentam o arrasto aerodinâmico do veículo.

Em 2008, o New Oxford American Dictionary elegeu hypermiling como a melhor nova palavra do ano.

Programa de segurança e conscientização

O hypermiling tem sido atacado por vários lados porque alguns hypermilers tem comportamento perigoso ou ilegal, como a utilização não autorizada de veículos maiores nas rodovias para economizar combustível. Por essa razão, a Hypermiling Safety Foundation foi criada em agosto de 2008 para promover um programa de segurança e educação que promove técnicas legais de economia de combustível.

Hypermiling com carros elétricos

A gama de carros elétricos é limitada. Para aproveitar ao máximo a bateria, os motoristas às vezes usam hypermiling. Alguns tentam obter um novo recorde com um carregamento de bateria. Então, por exemplo, um Tesla Model 3 correu mais de 1000 km com uma carga de bateria.

Hypermiling como esporte

Existem diversas competições de hypermiling realizadas. A comeptição Maximum Fuel Economy foi realizado em Elkhart, Indiana, onde os “recordes mundiais” foram alcançados dos modelos Honda Insight (1,104 l/100km), Toyota Prius (1,73 l/100km) e Ford Escape Hybrid (3,095 l/100km). Os competidores usaram técnicas que incluíam não parar nos faróis e encher os pneus muito além das especificações recomendadas. Outra competição é o Tour to the Shore, realizado em Nova Jérsei, que avalia motoristas de carros e caminhões

Preparando Seu Carro Para O Hypermiling

1 Cuide do seu carro para hypermiling. Carros mal conservados ou sem ajustes apropriados são uma fonte significativa de poluição. Essas técnicas de direção não funcionarão se você não mantiver o seu carro adequadamente, o que você deve fazer se estiver para hypermiling ou não:

    • Faça sempre as revisões do seu carro. . Carros sem ajustes são mais ineficientes e produzem mais poluição. Uma programação regular de manutenção para o seu carro é o primeiro passo para ter um carro com o qual você possa fazer o hypermiling.
    • Use velas de ignição de alto desempenho. As velas de ignição de alto desempenho, como as velas de ignição de “desempenho” com irídio, criam uma maior faísca de combustão, que contribui para uma queima mais completa e eficiente na câmara de combustão. Isso proporciona um pouco mais de potência, melhor eficiência de combustível e menos emissões.
    • Use o óleo de menor viscosidade recomendado pelo fabricante. Usar qualquer coisa abaixo do recomendado é inseguro. Se o carro  queimando-o ou vazando óleo mude para óleo sintético (e ATF), pois isso reduz a fricção interna do trem de força, melhora a quilometragem e a longevidade. Ao mesmo tempo, as trocas de óleo podem ser feitas com muito menos frequência, compensando assim o maior custo do óleo.
    • Considere o uso de óleo de motor 0W-20 muito leve. O óleo leve do motor reduz a quantidade de trabalho que seu motor precisa fazer, já que é mais fácil bombear. Usar o óleo do motor 0W-20 pode ajudar a aumentar a quilometragem do motor, mas à custa de reduzir potencialmente a vida útil do motor.

2 Mantenha seus pneus e rodas para o hypermiling. Pneus corretamente calibrados são muito importantes para o hypermiling – eles são a única maneira que seu carro toca a estrada e pneus incorretamente mantidos podem causar ineficiência significativa de combustível.

    • Alinhe e balanceie as rodas. Rodas de automóveis são, às vezes, desgastadas de forma desigual ou pesadas ou alinhadas muito ligeiramente fora do centro, o que reduz a eficiência.
    • Verifique a pressão dos pneus regularmente. Se os pneus estiverem incorretamente calibrados, haverá excesso de arrasto ou contato superficial insuficiente com a estrada, causando reduções significativas na eficiência do combustível.
    • Não encha demais os pneus para aumentar a distância de rolagem ou de desaceleração. Isso pode levar ao aumento do desgaste e perda de tração. Em casos extremos, os pneus podem estourar causando um acidente catastrófico.
    • Certifique-se de ter faróis limpos e de que eles estão funcionando corretamente. Para muitas técnicas de hipermiling você estará variando sua distância entre os carros. Vendo o carro na frente de você é vital para a segurança, bem como para a eficiência da técnica.

3 Tire as coisas do seu carro. Livre-se do “lixo no porta-malas” – quanto mais peso você estiver carregando, mais o motor e o trem de força terão que funcionar. Remover peso extra aumenta a eficiência.

    • Não remova coisas do porta-malas que você pode precisar! Um decréscimo percentual ou dois quilometragem a menos é muito melhor em tempo e combustível do que uma longa viagem desnecessária ao mecânico porque você tirou o step e o kit de troca de pneus do seu carro.

Como Fazer O Hypermiling

1 Minimize a aceleração do motor. Geralmente, é melhor para a economia de combustível se você mantiver uma velocidade constante, e é por isso que usar o controle de cruzeiro e dirigir no limite de velocidade ou abaixo dele é uma parte importante do hipermiling. No entanto, também é necessário variar sua velocidade dependendo do terreno que você está dirigindo.

2 Dirija como se você não tivesse freios ou Coast ( É uma técnica de andar na reduzida sem acelerar) tanto quanto possível. Quando você está dirigindo no plano, um caminho que não requer frenagem brusca ou é seguido por um arranque repentino. O coasting cuidadoso pode reduzir tanto o seu uso de combustível que essa aceleração aumentará e muito seu Km/l.

    • Em carros mais novos se o carro estiver engrenado e seu pé estiver fora do acelerador, os injetores se desligam completamente, criando essencialmente “quilometragem livre”, seu carro está indo mas você não está usando o combustível além de uma quantia pequena para a frenagem de motor
    • Não faça o coasting apertando a embreagem e/ou pondo o carro no ponto morto. Isso fará com que o motor entre em marcha lenta, gastando mais gasolina do que simplesmente deixando o carro engrenado e permitindo que ele ande com a mínima injeção de gasolina.

3 Tenha cuidado para fazer o Coast com segurança. Coasting podem ser frustrantes e difíceis se outros motoristas continuarem cortando na sua frente. Use técnicas básicas de segurança e bom senso para manter seu Coast seguro.

    • Mantenha seu pé pronto para usar o freio. Se você precisar parar de repente, será capaz de reagir rapidamente. Como você está usando o acelerador o mínimo possível, frear ou não frear é o principal meio de controlar sua velocidade.
    • Obedecer às leis de trânsito é mais importante do que economizar combustível. Isto é uma verdade a partir de uma perspectiva de custo/ benefício, bem como simplesmente senso comum. Afinal, se você tem que pagar uma multa por passar em um farol fechado e mais a franquia de seguro depois de sofrer um acidente enquanto hypermiling, você basicamente comeu todas as economias ou mais que obteve.

4 Seja gentil com o acelerador. O ‘acelerador’ é assim chamado porque empurra mais combustível para o motor, fazendo com que ele gire mais rápido – e também reduzindo sua economia de combustível e aumentando a produção de poluentes. Seja gentil com o acelerador e você verá a economia na sua conta de combustível.

    • Pise no pedal lentamente e levante-o assim que souber que vai precisar parar (quando ver um farol vermelho, um sinal de pare ou luzes de freio do carro à sua frente) e faça o Coast o resto do caminho.
    • Quando hypermiling, você nunca deve pisar pedal para baixo mais do que 2,5 cm. Alguns carros recentes podem, de fato, podem ter pedais que “empurram de volta” quando você está acelerando muito agressivamente.

5 Se você tiver que acelerar, faça isso isso rapidamente. Veículos eficientes em termos de economia de combustível, na verdade, geram melhor consumo de combustível quando um método de aceleração “rápido” é usado. A aceleração lenta acarretará em menos quilometragem em carros mais eficientes. Mas qualquer aceleração faz aumentar o consumo de combustível, então acelere e o mais rápido que puder volte a velocidade cruzeiro (Onde o consumo é melhor!)

6 Evite ficar no ponto morto. A maioria das pessoas desperdiça uma quantidade significativa de combustível simplesmente sentado no trânsito ou em um sinal fechado, não indo a lugar nenhum. Desligar o motor quando você parar por mais de um minuto pode melhorar a eficiência de combustível em 19%.
No tempo frio, deixar o carro parado para esquentar reduz a economia de combustível e cria poluição adicional; tudo que você precisa fazer é dirigir suavemente por 5-10 minutos. Se você está seguindo as duas etapas anteriores, você vai estar dirigindo suavemente todo o caminho de qualquer maneira, então você pode também usar isso para o aquecimento do seu motor.

7 “Acelere e Plane” em um híbrido para economizar combustível. Acelere e Plane é uma técnica que pode aumentar drasticamente a sua quilometragem, mas é melhor quando você está em uma estrada onde há poucas pessoas ao redor.

    • “Acelere” até uma velocidade que seja a máxima mais alta de um intervalo de velocidades apropriado. Faça isso usando um dos melhores pontos para a relação quilometragem/potência do seu carro. Para o Prius, esses pontos são de ~ 24 km/h e 25 km/h, e correspondem aos momentos em que o motor a gasolina está acelerando o carro e carregando a bateria.
    • “Plane” entre as acelerações, mas use o acelerador para fornecer assistência elétrica. Isso requer saber o quanto pisar no pedal e em quais circunstâncias. Use a tela de consumo do seu carro para fornecer feedback. Acostume-se com a assistência elétrica máxima que você pode usar e você vai mais longe entre as acelerações, aumentando ainda mais sua quilometragem.

8 Tire vantagem dos morros. Geralmente, isso significa que você deve subir morros mais devagar e descer morros mais depressa. Subir mais devagar ajuda a evitar o desperdício de combustível para subir a ladeira. Descer mais rápido usa menos combustível e produz um impulso valioso que você pode usar ao invés da potência do motor. Se você combinar os dois em áreas com pequenas colinas, verá uma quilometragem muito maior.

    • Ao descer, você pode ir mais rápido usando menos combustível. Como tal, não pise no pedal completamente – use-o até que você esteja um pouco mais rápido que o normal.
    • Use cada descida a seu favor. Por exemplo, ao descer uma colina e ver que na parte de baixo há um farol, tente parar bem antes do farol, para que você possa usar a inclinação da descida restante a seu favor quando precisar se mover novamente.
    • Evite parar em uma subida. Sair com seu carro em uma subida é o pior cenário em termos de economia de combustível – seu motor está lutando contra o peso do carro, além da desaceleração do carro em relação à gravidade. Pare no topo da colina ou pare antes de subir o morro quando for seguro fazê-lo.

9 Quando possível, considere pegar o vácuo de veículos maiores. Os carros criam um vácuo de ar de baixa densidade interrompido atrás deles enquanto andam. O vácuo é dirigir através desta área de ar interrompido – é muito mais aerodinamicamente eficiente do que simplesmente cortar através do ar parado. Esta é uma prática controversa, e você deve considerar cuidadosamente se você quer fazer isso.

    • Tenha muito cuidado ao pegar o vácuo. Você pode se concentrar no carro que está seguindo e não na estrada à sua frente. Mantenha uma distância segura durante e mantenha-se ciente do tráfego à frente.
    • Andar atrás de carretas não é eficiente. Pegar o vácuo de grandes carretas na esperança de cortar a resistência do vento geralmente não vale a pena. Na melhor das hipóteses, permanecer 2 segundos atrás do caminhão (176 pés a 100 Km/h) resulta em uma economia de combustível inferior a 10%.
    • Pegar o vácuo de caminhões pode ser muito perigosa. A distância necessária para obter economias mais substanciais é muito próxima ao caminhão e não é seguro. Os caminhões são extremamente pesados, com desafios de manuseio correspondentes – o lugar mais seguro para se estar em relação a um caminhão é simplesmente em qualquer lugar, exceto próximo a ele. A extremidade traseira de um caminhão geralmente é bastante alta, então um carro pequeno pode bater na parte mais alta do carro diretamente na sua posição de guiar, e um estouro de pneu pode jogar estilhaços no pára-brisa, estourando seu pára-brisa e resultando em ferimentos graves ou mesmo em morte. Pneus de caminhões também costumam atirar pedras e detritos na estrada que podem resultar em sérios danos ao seu carro.

Controle Climático enquanto Hypermiling

1 Limite o uso do ar condicionado às estradas. Os condicionadores de ar consomem muita energia para extrair o calor do ar, tirando até alguns quilômetros por litro. No entanto, abrir as janelas cria arrasto aerodinâmico, interrompendo o fluxo de ar através do carro, o que também pode reduzir a eficiência. Por esse motivo, usar o ar condicionado realmente só faz sentido quando é mais barato do que o aumento de arrasto de apenas abrir suas janelas.

    • O ar condicionado é tipicamente mais eficiente do que as janelas abertas em altas velocidades a mais de 72 km/h. O ventilador do sistema de controle climático, sem AC, usa energia insignificante, mas pode ser fraco e carregar um pouco de calor do motor. Para o melhor dos dois mundos – silencioso, refrescante e uma brisa – dentro do bom senso, ajuste as aberturas das janelas o suficiente para causar um fluxo de ar cruzado eficiente.
    • Embora haja algum debate entre usar o ar condicionado e abrir as janelas, os hardcore Hypermiling simplesmente trazem água gelada no carro com eles para que eles possam ficar frescos com as janelas fechadas e o ar condicionado desligado.
    • Os sistemas automático do ar condicionado funcionam de forma mais eficiente, enquanto definido na temperatura mais fria com a menor velocidade do ventilador.

2 Alterne seu ar condicionado para maximizar a eficiência. Se você vive em um lugar quente, onde você simplesmente deve usar o ar condicionado, tente ligar e desligar em vez de mantê-lo ligado o tempo todo. Com o ar condicionado desligado e o ventilador soprando, o ar continuará a soprar ar frio por vários minutos. Quando o ar começar a aquecer, volte a ligar o ar condicionado durante alguns minutos até que o ar esteja novamente frio e desligue de novo o ar condicionado.

    • A eficácia dessa alternância em seu ar condicionado dependerá do modelo do seu carro. Em alguns carros, o ar condicionado pode funcionar com intensidade variável e pode ser usado menos intensamente pelo ventilador e pela mistura de ar quando for pressionado.
    • Cuidado com o ajuste contínuo dos sistemas de controle climático, especialmente aqueles com muitos controles eletrônicos ou um termostato, em vez de configurações simples de velocidade do ventilador e botões para ajustar a velocidade do ventilador. Servos no interior do carro podem queimar e dão muito trabalho para substituir.
    • Motores de carros a gasolina e outros tipos de combustão interna produzem bastante calor “residual”, então use o aquecedor o quanto quiser.

3 Se você dirigir um conversível, mantenha a capota fechada, especialmente na estrada. Embora a abertura da capota, como os proprietários de conversíveis podem argumentar, seja basicamente o objetivo de ter um conversível, a abertura da capota diminui significativamente a eficiência do combustível. A cavidade grande e aberta no carro criada pela cabine aberta do carro cria uma quantidade significativa de arrasto que faz com que o carro trabalhe mais para cortar o ar à medida que dirige.